21 de jun de 2017

O PREDADOR - Tess Gerritsen

Série: Rizzoli & Isles – Vol . 11
Editora: Record
Ano: 2015
Páginas: 368
ISBN: 9788501106544

 
Sinopse: A isca mais irresistível para um predador é a única sobrevivente do seu ataque Um grupo de turistas desembarca em Botsuana para um safári, sem imaginar que entre eles há um assassino cruel, um predador que, ao fim de uma semana, transforma uma aventura na selva em um pesadelo. O que ele não sabe é que, nessa caçada humana, uma de suas presas consegue escapar. Seis anos depois, um homem é pendurado e eviscerado em sua própria casa em Boston. A descoberta de um esqueleto enterrado em um quintal em outra parte da cidade faz com que a detetive Jane Rizzoli e a patologista Maura Isles desconfiem de que as duas mortes estejam relacionadas e de que o assassino vem cometendo seus crimes há anos. Todos os indícios apontam que a solução do caso está na África, e Jane precisa convencer a única sobrevivente do massacre a enfrentar a morte mais uma vez.

Dessa vez, a história começa em Botsuana, na África. Millie está com um grupo de turistas na mata. São sete turistas, mais dois guias. Tudo ia bem até que uma pessoa morre. Ao que tudo indica, foi um ataque de animais selvagens. Dali em diante, tudo começa a dar errado: o carro enguiça e outra pessoa morre. Após a segunda morte, o grupo começa a desconfiar que pode haver um assassino entre eles. Logo desconfiam da pessoa mais óbvia. Millie é a única vítima que consegue fugir e sair viva do massacre. Mas o assassino também continua vivo...

Seis anos depois, dois crimes em Boston podem estar ligados ao massacre que ocorreu na África. Alguns indícios levam a crer que o mesmo assassino voltou a atacar. Jane e Maura começam a vasculhar o passado e encontram Millie, que é a única que pode identificar o assassino.

Maura logo faz a ligação entre os casos. Jane e os demais policiais não acreditam na teoria de Maura. Com a descoberta de outros crimes parecidos que ocorreram há anos, Jane começa a acreditar que pode ser o mesmo assassino. Mas o detetive Crowe continua questionando Jane. Que cara chato esse Crowe! Não traz nenhuma informação útil e só sabe criticar os outros.

Na minha opinião, Jane e Maura, pisaram na bola algumas vezes. Deixaram de perceber algumas coisas bem óbvias e deixaram a testemunha sozinha. Não se deixa uma testemunha sozinha!

Apesar desses pequenos deslizes, o suspense é muito bom. O assassino não é óbvio. No final, tudo é bem explicado, não ficaram pontas soltas. Recomendo a leitura!

2 comentários:

  1. Leila!
    Gosto demais de livros no estilo e apesar das suas ressalvas quanto as personagens, fiquei bem interessada em poder fazer a leitura.
    Boas festas juninas!!!!
    “O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?” (Clarice Lispector)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comente e faça uma blogueira sonhadora feliz!