19 de abr de 2017

OLHOS VENDADOS - Faye Kellerman

Série: Peter Decker e Rina Lazarus – Vol. 18
Editora: Harper Collins Brasil
Ano: 2015
Páginas: 368
ISBN: 9788569514039

faye kellerman
Sinopse: Como detetive de homicídios de Los Angeles, Peter Decker não vive uma vida normal. Depois de anos na polícia, já viu todo tipo de coisa e nada mais parecia surpreendê-lo. Decker, inclusive, aprendeu que seu trabalho é uma ameaça para aqueles que mais ama, entre elas sua esposa, Rina Lazarus. Mas o melhor investigador da Califórnia é desafiado novamente quando um brutal assassinato múltiplo envolvendo o bilionário Guy Kaffey o enreda em intrigas e mistérios que colocam sua família em perigo mais uma vez. 

O livro chamou minha atenção pela capa. E também por ser um suspense policial de uma autora que eu não conhecia. Imaginei alguma coisa do estilo da Tess Gerritsen ou Nora Roberts (Série Mortal). Mas a autora tem uma forma de escrever bem diferente, bastante descritiva.

A trama começa com o assassinato de uma família muito rica. Os únicos sobreviventes do massacre são os filhos. Um deles não estava lá e o outro levou um tiro, mas sobreviveu. O protagonista, detetive Peter Decker, é chamado para a cena do crime. Por se tratar de um caso importante e com muitos suspeitos, Peter convoca uma grande equipe de investigação. É difícil acompanhar todo mundo e saber o que cada um está investigando. São muitas pistas a seguir e muitos suspeitos para interrogar.

Pelo que entendi, o livro faz parte de uma série, mas é o primeiro publicado no Brasil. Percebemos isso nas falas dos personagens, que fazem referência a acontecimentos anteriores. Talvez por isso eu tenha ficado um pouco perdida na leitura.

Harriman foi o personagem que mais chamou minha atenção. Ele é cego, mas mora sozinho e trabalha. Por ser cego, tem todos os outros sentidos muito apurados. Ele se torna uma testemunha importante no caso depois de escutar uma conversa suspeita. Também se torna alvo dos assassinos.

O livro não é ruim, mas não mexeu comigo como outros suspenses policiais que li. Não conseguiu me prender. Fiquei um pouco confusa e entediada com tantos personagens e interrogatórios. Personagens sem profundidade e muitos diálogos... Senti falta de mais ação. Não senti aquela aflição que alguns suspenses e thrillers nos fazem sentir. Definitivamente, vou voltar para os livros da Tess e da Nora...
 

2 comentários:

  1. Leila!
    O tipo de livro que gosto de ler, um suspense policial com assassinato e crimes a serem resolvidos.
    Não conhecia a autora também, mas gostei da dinâmica descritiva, adoro livros com descrições bem feitas.
    Bom final de semana!
    “A sabedoria é a única riqueza que os tiranos não podem expropriar.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para quem gosta de livros mais descritivos, é bom.

      Excluir

Comente e faça uma blogueira sonhadora feliz!